• LECI BRANDÃO REALIZA ATO PELO DIA DE OGUM NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

    Leia mais
  • LECI PARTICIPA DE INAUGURAÇÃO DE CENTRO DE PROMOÇÃO DA IDENTIDADE RACIAL

    Leia mais
  • DEPUTADA LECI É NOMEADA OUVIDORA SUBSTITUTA DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

    Leia mais
  • DEPUTADAS PROTOCOLAM PROJETO DE LEI QUE VISA A IGUALDADE DE OPORTUNIDADES

    Leia mais
  • COMISSÃO APROVA PL DE AUTORIA DE LECI QUE EVITA PRECONCEITO RACIAL EM PROPAGANDAS

    Leia mais

Imunidade parlamentar

São Paulo, abril de 2011

Imunidade parlamentar

 

Excelentíssimo Senhor Presidente da Mesa
Excelentíssimas Senhoras Deputadas,
Excelentíssimos Senhores Deputados,
Funcionários da Casa
Público que nos assiste pela Tv Assembleia
Boa tarde.

Imunidade parlamentar.
Me pergunto, quais são os seus limites?
Será que em seu nome, podemos jogar fora os mais nobres princípios de nobreza, de cultura de paz, de ética, de moral, de decência, de educação...? Eu tenho certeza que não!!!!!!

Recentemente tenho acompanhado na mídia o caso deste Senhor, Deputado Federal, Jair Bolsonaro, que respondeu a uma pergunta da artista Preta Gil num programa de TV. De forma preconceituosa e discriminatória, ele ofendeu a nossa etnia que representa mais da metade da população brasileira.

Como se não bastasse, ao tentar consertar a declaração absurda, referiu-se vexatoriamente a outra parcela da população que são os homossexuais.

Este Parlamentar em suas declarações conseguiu em uma única frase atacar a população negra, a população homossexual, a artista Preta Gil e o povo brasileiro.

Fico triste em ver que a imunidade parlamentar que garante a nós parlamentares a mais ampla liberdade no uso da palavra, seja utilizada para atenuar, neste caso, a prática inconteste do crime de racismo.

A imunidade parlamentar não pode proteger um cidadão que fere direitos fundamentais como o da dignidade humana.

A imunidade parlamentar não pode proteger um cidadão que comete o abominável crime de racismo. O Deputado Bolsonaro não estava na tribuna defendendo seus eleitores, ele estava em uma entrevista de TV, expressando opiniões pessoais: racistas, sexistas e machistas.

Para concluir quero citar o ativista político Malcom X que disse “O que me preocupa não é o grito dos maus, mas o silêncio dos bons”.

Muito obrigada e que Deus proteja a todos.

LECI BRANDÃO DA SILVA

Pronunciamentos

Informativos

Publicações